A tradução em marketing e seus desafios

 

Particularidades, como aspectos socioculturais, surgem como barreiras ao levar uma marca para um conceito global, o que exige um reposicionamento e, consequentemente, uma reinvenção de seus produtos e serviços por meio da tradução na área de Marketing. Muitas vezes, isso exige uma certa recriação do material para um público ou um país específico ou até mesmo requer o processo de transcriação. Levar em conta o contexto e a cultura do público do idioma alvo é fundamental para que a tradução comunique a mesma mensagem do texto original.

 

OBJETIVOS

 

Essas especialidades buscam superar aspectos socioculturais que definem a introdução de marcas, produtos e serviços em determinada região ou país. Um novo branding, e a reformulação de produtos e suas ações de marketing são algumas das consequências desse processo.

Diferente de outras especialidades, tradução em Marketing demanda mais que uma expertise sobre o tema, exige também profundo conhecimento sobre a marca em questão, isto é, além de traduzir o conteúdo e adaptá-lo ao novo cenário, é preciso garantir que este seja captado pelo público-alvo.

 

DESAFIOS


A tradução em Marketing, com elementos de transcriação, envolve uma sinergia entre os objetivos de marketing da empresa, sua identidade e cultura locais, e, a partir disso, procura transpor barreiras linguísticas e antropológicas para adaptar mensagens de humor, trocadilhos, metáforas, cores, imagens, e até mesmo o nome e a identidade visual da marca.

Algumas empresas do mercado global já passaram por situações complicadas, como uma grande montadora da indústria automobilística quando lançou uma campanha envolvendo um ator que é ávido defensor de Dalai Lama e a reproduziu na China. O problema é que a fabricante de automóveis não esperava, que o filme publicitário fosse tão mal recebido pelos chineses em consequência do conflito histórico entre o gigante oriental e o Tibet.

 

Confira exemplos de marcas de sucesso global

 

Fonte:
http://www.campaignasia.com/ – Cultural Blunders: Brands Gone Wrong