Traduzir um site ou blog: afinal, como fazer?

Você já pensou em traduzir o seu blog ou site para outros idiomas? Em um mundo globalizado como o que vivemos é normal que algumas empresas tenham suas páginas seguidas por pessoas de outros países. É por isso que traduzir sites tem se tornado uma prática muito comum.

É claro que um estrangeiro pode ter conhecimentos do português, ou pelo menos “conseguir entender” o que lê, mas a disponibilidade de um material em sua própria língua (ou pelo menos em inglês) desperta maior interesse, já que mostra que você também pensa nesse público.

Além disso, quando um site é disponibilizado também em outros idiomas, é normal que mais falantes daquele idioma passem a visitá-lo. E é daí que podem surgir novos clientes, parcerias e grandes oportunidades de negócios.

Se você entende a importância de traduzir a sua página, mas simplesmente não sabe como fazer isso, listamos abaixo 3 dicas que vão ajudá-lo:

1. Esqueça as traduções automáticas

Sabe aquele costume de ver algo em algum idioma que não falamos e correr logo para uma dessas ferramentas online de tradução? Pois bem, ele é até válido para tentar entender alguma frase ou saber o que significa uma palavra desconhecida.

Porém, na hora de traduzir o seu site, nem pense em usá-las! Não basta passar as palavras de um idioma para outro; algumas construções e expressões podem não fazer sentido em outro idioma, tirando credibilidade da sua página.

Esteja ciente de que uma página traduzida com erros técnicos pode ter efeito reverso e denota total falta de respeito com os falantes de outro idioma que vão acessá-la. Será que vale a pena colocar em jogo a confiabilidade da sua empresa?

2. Estruture bem o seu site

Você terá uma versão específica do site para cada idioma no qual for publicá-lo ou apenas traduzirá alguns posts do seu blog?

Se escolher a segunda opção, o ideal é, logo no início do texto, disponibilizar os links para as versões em outros idiomas. Assim, quem quiser acessá-las já fica sabendo onde clicar antes mesmo de começar a leitura.

Já para a primeira opção, você pode configurar as opções de idioma para que, ao entrar, o leitor escolha em qual língua deseja ver o conteúdo. O WordPress, por exemplo, disponibiliza um menu específico que você pode usar para disponibilizar diferentes idiomas no conteúdo.

Por último, há ainda a possibilidade de criar um site para cada idioma, utilizando os mesmos templates e layout. Basta analisar qual modalidade melhor atende sua demanda.

3. Contrate uma equipe de tradução profissional

Não delegue a tradução do site da empresa àquele seu amigo bilíngue. Estar apto a traduzir vai além de dominar ambos os idiomas.

Uma boa tradução engloba estruturas, expressões e elementos culturais que uma equipe profissional sabe usar de forma correta. Nem tudo o que é comum para nós fará sentido se traduzido ao pé da letra para alguém que vive em uma cultura diferente da nossa.

Não se trata de um custo, mas sim de um investimento, visto que uma página bem traduzida criará uma boa imagem da sua empresa também no exterior. Como resultado, sua empresa pode acessar uma gama de oportunidades.

Se você gostou das nossas dicas para traduzir um site, assine a nossa newsletter e acompanhe nossos textos sobre soluções especializadas em tradução de conteúdo!