Marketing internacional: competências essenciais do profissional

Todos os dias, as questões politicas, sociais e econômicas ganham uma maior importância no contexto da globalização, no qual várias empresas enfrentam a grande concorrência de outras instituições em busca de mercado. O interesse em comercializar com outros países tem se tornado uma alternativa lucrativa e vantajosa para diversas organizações, que agora possuem o desafio de se adaptar para atender às demandas internacionais.

Para que a internacionalização dê certo, é preciso que a empresa entenda o mercado externo, planeje as adaptações de seu produto e também suas estratégias de propaganda. E nessa iniciativa entram em foco as ações do profissional em marketing internacional

Mas antes de detalharmos as atribuições necessárias para se tornar um profissional em marketing internacional, precisamos entender qual é a diferença entre o marketing local e externo e compreender qual a atuação do profissional nesse campo. Confira a seguir!

Marketing internacional versus Marketing nacional (ou doméstico)

As diferenças entre o marketing doméstico e o marketing internacional se dá muito além do nome, por exemplo:

1. Análise do ambiente

Neste ponto, o marketing nacional se apoia em um processo já bem estabelecido, devido, geralmente, ao maior conhecimento dos costumes locais. Já o marketing internacional demanda pesquisa e estudos de mercado antes desconhecidos para que o produto possa ser direcionado de forma mais correta.

2. Logística e distribuição dos produtos

Outro aspecto importante se encontra na logística e distribuição desses produtos. O marketing nacional é capaz de veicular a mercadoria de forma bem mais simples que o marketing internacional, que precisa cobrir uma grande distância muitas vezes, quando se está falando de produtos físicos, principalmente. 

É essencial que as diferenças na logística de distribuição sejam levadas em consideração antes de se iniciar o comércio internacional de produtos

Atribuições essenciais do profissional

Antes de tudo, para se tornar um profissional bem sucedido, é necessário ser um estrategista comunicativo e criativo. O profissional deve também estar a par das novidades e novas tendências da sua área. 

É importante que esse profissional procure conhecer profundamente o mercado do país no qual pretende se inserir e esteja apto a aplicar os conceitos de marketing em fronteiras internacionais.

O profissional deve entender com quem negociará, a empresa e a legislação do país em que ela se encontra, isso inclui o conhecimento dos idiomas falados e da cultura local, uma vez que o conhecimento da linguagem e do contexto local são muito importantes para se evitar os erros de interpretações. 

A compreensão do ambiente em que se deseja realizar a comercialização é necessária para que possam ser feitas as adaptações, não só do produto, como  da precificação (diferentes tributos incidentes, diferentes custos de logísticas, etc.) das estratégias para fazer com que esse produto chegue até o consumidor. A função do profissional, neste caso, é a de conquistar o mercado local.

Também em algumas empresas é tarefa do profissional em marketing internacional conferir o contrato da negociação realizada pela área de Vendas para garantir que as características do Produto e/ou serviço estejam alinhadas e de acordo com “as mensagens do marketing”, evitando dissonâncias entre a área comercial e a área de marketing. 

Novas tendências

A inserção de uma determinada empresa, serviço ou produto em um novo mercado, além da travessia de fronteiras, exige muita paciência e o desenvolvimento de competências pelo profissional em marketing internacional. É necessário manter a mente aberta às novas realidades e tendências neste campo de atuação a fim de se tornar um profissional de excelência e executar um serviço de qualidade.