Sistema de memória de tradução

A memória de tradução é um dos recursos mais populares das CAT Tools (Computer-Assisted/Computer-Aided Translation Tools) utilizadas por tradutores. Esse recurso tem um objetivo simples: armazenar todo o conteúdo traduzido e alcançar maior segurança, consistência entre termos e frases iguais no mesmo contexto e maior produtividade na tradução de conteúdo. A memória de tradução pode conter o histórico de alguns ou de muitos projetos anteriores do mesmo cliente, desde que esteja relacionada ao mesmo assunto ou contexto traduzido anteriormente.

 

 

 

Em grande parte das CAT Tools, essa função está disponível para qualquer par de idiomas e funciona de forma a estabelecer automaticamente uma divisão entre frases (períodos textuais). Conforme o tradutor avança na tradução, o conteúdo traduzido é gravado pela ferramenta. Cada sentença traduzida é armazenada na memória em um segmento.

 

Exemplo:

 

“This is a text with a concept explanation of translation memory. The main objective is to explain this important feature”

 

A CAT Tool em geral separa cada frase acima para que sua tradução seja inserida manualmente:

Frase/sentença/segmento 1: This is a text with a concept explanation of translation memory.

Tradução do segmento 1 (tradução manual): Este é um texto com uma explicação conceitual da memória de tradução.

Frase/sentença/segmento 2: The main objective is to explain this important feature.

Tradução do segmento 2: O principal objetivo é explicar essa característica importante.

 

O software armazena cada sentença bilíngue na memória de tradução, contendo o texto fonte (nesse caso em inglês) e o texto traduzido (nesse caso em português do Brasil).

 

Se essas mesmas sentenças forem encontradas no mesmo texto ou em outro texto do mesmo projeto, a CAT Tool detectará e informará ao tradutor, que não precisará traduzir as mesmas sentenças novamente, caso estejam no mesmo contexto. Isso garante aproveitamento do que já foi traduzido antes e gera uma série de benefícios para o cliente, se destacando a consistência, a agilidade e a redução do investimento total em tradução.

 

Interatividade

 

Existem duas formas de interação: a primeira é a alimentação da memória conforme o exemplo acima, em que termos e frases do texto são armazenados nela; e a outra é a recuperação, que agrega ainda mais produtividade e consistência à tradução, gerando correspondência entre esses segmentos por meio de um relatório que identifica o nível de similaridade entre trechos de textos anteriores e de outros projetos de um determinado cliente em um processo cumulativo. Ou seja, além de correspondências exatas (exact matches), nas quais as frases encontradas são idênticas às já traduzidas anteriormente (podendo ser reaproveitadas sem alteração), é possível também detectar semelhanças quando há poucas mudanças em um segmento. Quando isso ocorre, a CAT Tool detecta essas frases e informa ao tradutor.

 

Por exemplo, se mais adiante no mesmo texto do exemplo acima aparecer uma frase idêntica ao segmento 1, a tradução sugerida para esse segmento será “puxada” da memória pela CAT Tool e informada ao tradutor como uma correspondência exata (ou 100% match):

Frase/sentença/segmento 300: This is a text with a concept explanation of translation memory.

Suggested translation (100% match): Este é um texto com uma explicação conceitual da memória de tradução.

Porém, se mais adiante no mesmo texto (ou em outro texto do mesmo projeto ou do mesmo cliente), por exemplo, no segmento 500, ocorrer uma frase bem parecida, a CAT Tool detectará que se trata de um segmento semelhante.

 

Exemplo:

 

Frase/sentença/segmento 500: This is a text with a practical explanation of translation memory.

Suggested translation (90% match): Este é um texto com uma explicação conceitual da memória de tradução.

 

Note que a CAT Tool informa ao tradutor que há algo diferente na frase (no caso, uma palavra) e que por isso ele deve editar ou revisar a sugestão de tradução para que ela fique correta. Nesse caso, o tradutor/linguista deve verificar e mudar a tradução de uma palavra:

Tradução após revisão do segmento 500: Este é um texto com uma explicação prática da memória de tradução.

(Observação: a prática mostra que, para casos em que a semelhança com a memória de tradução é inferior a 75%, o esforço tradutório é praticamente o mesmo de quando não há tradução anterior).

 

 

Translation Memory eXchange

 

Um detalhe interessante sobre as memórias de tradução é o formato desenvolvido pelo OSCAR (Open Standards for Container/Content Allowing Re-use), o TMX (Translation Memory eXchange), um padrão aberto que possibilita a permuta de memórias entre usuários das mais diversas CAT Tools, promovendo formas de tradução cooperativas e compatibilidade de memória de uma CAT Tool de um desenvolvedor para outro.

 

Vantagens

 

Diferente do modelo obsoleto de cobrança por laudas, a memória de tradução vem ao encontro dos interesses das empresas à medida que reduz custos e prazos, além de assegurar qualidade nas traduções. Ela também é vantajosa do ponto de vista do tradutor, pois a ferramenta traz segurança ao traduzir determinados trechos de forma mais padronizada.

 

A ZAUM trabalha com o uso da memória de tradução para entregar projetos de qualidade de acordo com as necessidades de cada cliente. Esse recurso também é usado para realizar seus serviços com preços justos, de forma que palavras já existentes na memória geram descontos especiais nos projetos, uma vez que a quantidade de trabalhos realizados para cada um de nossos clientes é um fator que interfere diretamente na memória de tradução.