Voice-over: tradução aplicada aos recursos audiovisuais

Compondo a lista de modelos de tradução audiovisual (TAV), assim como a dublagem e a legendagem, o voice-over é um termo importado da área de Estudos de Cinema e se refere a uma modalidade de tradução muito utilizada em materiais de cunho não-ficcional, isto é, reportagens, documentários e afins, no entanto, isso pode variar de acordo com a cultura de cada país.

CONTEXTUALIZANDO

 

 

Predominantemente presente em conteúdos editáveis ou gravados, o voice-over faz uma revocalização do áudio original e o aloca segundos depois da fala original, terminando alguns segundos antes desta. Essa ausência de sincronismo labial faz com que o espectador seja influenciado a acreditar que a tradução é produto literal do que foi dito, uma vez que o áudio original é mantido ao fundo e se pode identificar alguns elementos ditos no discurso traduzido, o que traz certa credibilidade ao material.

 

Na TV brasileira, esse recurso ainda não é popularizado e, quando ocorre, é geralmente no meio jornalístico, o que denota a veracidade dos fatos e do diálogo exibido para um maior impacto e aproximação com o público.

 

Por outro lado, existe o sincronismo cinético, isto é, a estreita relação entre os gestos e o mimetismo (sotaque, idade, emoção, entonação, gênero, ênfase) na projeção para o discurso traduzido. Além disso, de uma forma diferente da legendagem, permite a coexistência de dois códigos linguísticos distintos num mesmo contexto.

 

É importante não confundir voice-over com tradução simultânea, pois a primeira está sempre submetida a uma roteirização e uma edição do conteúdo, enquanto a tradução simultânea ocorre em discursos orais em reuniões e eventos presenciais por meio da utilização de equipamentos de áudio.

 

 

 

O PROCESSO

 

 

 

A tradução para voice-over ocorre com base em um roteiro com a transcrição de cada trecho do material e sua duração no vídeo. Feito isso, realiza-se efetivamente a tradução para o idioma final e, a partir disso, o dublador reproduz as falas traduzidas. Essas, por sua vez, são inseridas no vídeo com um maior volume de áudio e atraso de um a dois segundos em relação ao áudio original.

 

No mundo corporativo, a técnica é amplamente utilizada na tradução de vídeos informativos e institucionais, geralmente de curta duração. Para auxiliar clientes e parceiros a comunicar suas mensagens de forma facilitada e multi-idiomática, a ZAUM Language Services trabalha com os softwares adequados e uma rigorosa escolha de tradutores e dubladores.

 

 

Fonte: Eliana P. C. Franco e Vera Santiago Araújo. Tradução Audiovisual (TAV) . FRANCO & ARAÚJO – Questões terminológicas e conceituais